Emergências na Bacia de Campos e em Pernambuco

Foto: Hudson Lemos / Aiuká
Em agosto, a Aiuká participou de duas respostas às emergências que ocorreram na Bacia de Campos e em Pernambuco. Em ambas, atuou no Centro de Comando e, no caso do vazamento da Bacia de Campos,  coordenou também o monitoramento aéreo. Essa emergência foi comunicada à Petrobras no dia 23 pela empresa Modec, proprietária do FPSO Cidade do Rio de Janeiro e afretada pela primeira. A unidade flutuante apresentou trincas no casco e o vazamento de óleo foi de aproximadamente de 6,6 mil litros, de acordo com nota distribuída pela Petrobras à imprensa. Já o vazamento de óleo em Pernambuco foi registrado na Refinaria Abreu e Lima, no Complexo de Suape, em Ipojuca, no Grande Recife. De acordo com a Petrobras, o produto atingiu um córrego que passa dentro dos limites da empresa. De acordo com a Agência Estadual do Meio Ambiente, o vazamento correspondeu a três metros cúbicos de óleo e dois de água.