A Aiuká foi uma das organizações que participou da elaboração do Mapeamento Ambiental para Resposta à Emergência no Mar (MAREM), um banco de dados georreferenciado que permite análise detalhada da região eventualmente afetada por um derramamento de óleo. É composto pelas informações geradas pelos projetos de Proteção e Limpeza de Costa e o de Proteção à Fauna.



O Projeto de Proteção à Fauna foi desenvolvido por um consórcio formado pela Aiuká e Witt|O’Briens Brasil, com a participação de especialistas nacionais e internacionais, considerados referências em temas de biologia e conservação da fauna brasileira.

O Plano Nacional de Ação de Emergência para Fauna Impactada por Óleo (PAE-Fauna), por sua vez, é resultado de uma parceria entre o Ibama e o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP).



O PAE-Fauna fornece as diretrizes de atuação das autoridades durante uma emergência ambiental e, além do MAREM, também consiste no Manual de Boas Práticas para o Manejo de Fauna Atingida pelo Óleo e no Plano de Fauna Oleada.

Já o MAREM permite análise detalhada da região eventualmente afetada por um derramamento de óleo.Esse banco de dados foi elaborado a partir de metodologias desenvolvidas especificamente para o projeto, que adotam as boas práticas utilizadas internacionalmente.

Mais projetos

“Effects of Oil on Wild life Conference” (EOW) é um encontro mundial bianual sobre o planejamento, resposta, reabilitação e pesquisa sobre vazamentos de petróleo e seus impactos em animais selvagens. É a principal conferência para especialistas de todo o mundo trocarem conhecimento, informações, aumentar a capacidade de resposta e proteger os animais selvagens em risco.
Ao lado da organização International Bird Rescue, a Aiuká foi co-organizadora da 12ª conferência EOW, realizada em maio de 2015 em Anchorage, no Alasca. Os diretores da Aiuká, Rodolfo Silva e Valeria Ruoppolo, e o médico veterinário Ralph Vanstreels participaram do evento representando a empresa, que submeteu diversos trabalhos no Congresso, inclusive o capítulo de Fauna do Plano de Proteção e Limpeza da Costa (PPLC Fauna). O trabalho, feito em parceria com diversos autores, foi selecionado para ser apresentado na sessão plenária de abertura do Congresso, intitulado “Sensitivity mapping for oil spill response: a comprehensive framework to identify wild life at risk along the coast line of Brazil”.

Outra iniciativa que vale destaque foi a promoção do 2º Congresso Latino-Americano de Reabilitação de Fauna Marinha, organizado pela Aiuká e pelo Centro de Recuperação de Animais Marinhos (CRAM), da Universidade Federal do Rio Grande (CRAM-FURG). O evento, um encontro internacional de estudantes e profissionais que compartilham a crença na importância da preservação do meio ambiente, contou com a presença de participantes do Brasil, Argentina, Chile, Peru, Uruguai e Venezuela.

www.reabilitacaofaunamarinha.com.br

Ficou curioso? Acesse nosso histórico de Newsletters.