Emergência no Maranhão

Aiuká

No início de março, a equipe da Aiuká foi mobilizada para participar da resposta à emergência do navio Stellar Banner, encalhado com minério de ferro no Maranhão, e que se estendia até o dia 31. No final do mês, a bióloga Carol Galvão – contratada como consultora – permanecia como ponto de contato da Aiuká no Centro de Comando, mas em caráter home office; Renato Yoshimine estava à frente das atividades de monitoramento aéreo, enquanto José Neto e Juan Lucas Alvarado de Medeiros permaneciam embarcados em um rebocador para acompanhar o alívio do óleo retirado do navio. Já Aline Nascimento e a consultora Michelle de Lima Mendonça estavam de prontidão em São Luís para a eventualidade de alguma operação de captura e transporte de fauna.