Responsabilidade Socioambiental

Em setembro de 2019, ocorreram sete solturas.  A equipe do COP SP foi responsável por três delas: de uma coruja-buraqueira (Athene cunicularia), de um carcará (Caracara planctus) e de um veado-catingueiro (Mazama gouazoubira).

Já o COP RJ liberou um frango-d’água-azul (Porphyrio martinicus), uma garça-branca-grande (Ardea alba), uma coruja-buraqueira (Athene cunicularia) e um bem-te-vi (Pitangus sulphuratus).