Testes pioneiros de afugentamento de aves em plataformas marítimas continuam

Atobá

Novos testes para o afugentamento de atobás-grandes (Sula dactylatra) em unidades marítimas foram realizados em agosto. Essa espécie de ave marinha, que ocorre em alto-mar, por vezes utiliza as unidades marítimas offshore como ponto de descanso, podendo impactar as operações locais. As técnicas desenvolvidas pela Aiuká são inéditas no Brasil. 

O projeto está sendo desenvolvido com autorização do IBAMA e os testes estão sendo realizados nas próprias unidades marítimas, com a colaboração dos Técnicos Embarcados Responsáveis. Serão identificadas várias ferramentas de afugentamento e as formas de combiná-las, considerando a característica da espécie e de cada unidade e o que potencialmente pode trazer sucesso na diminuição das aglomerações de aves. “Assim, contribuiremos com um ambiente limpo e mais seguro nas unidades, sem prejuízo às pessoas e aos animais. Esse é nosso desafio”, ressalta Alice Mondin, bióloga e coordenadora de negócios da Aiuká.  

Técnico Embarcado Responsável (TER)


A adaptação de treinamentos essenciais para a continuidade dos serviços foi uma das iniciativas da Aiuká nesses últimos quatro meses para atender as necessidades dos clientes e as exigências de isolamento social.

Cursos antes presenciais, como o de “Técnico Embarcado Responsável (TER)”, agora são oferecidos de maneira remota, com escopo adaptado à nova realidade. Após o término da pandemia, esses cursos poderão ser complementados com as práticas.