Pinguim é reabilitado no COP Aiuká SP

31/07/17

Em julho, um pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi levado ao COP Aiuká SP pela Guarda Municipal de Praia Grande. Ele chegou anêmico e debilitado. Sua recuperação levou alguns dias e, já melhor, começou a ser reabilitado em uma das piscinas do COP Aiuká SP. Sua dieta consiste em sardinhas e manjubas e ele está engordando. Ele chegou com 1,6 quilos e, em dois meses, ganhou quase o dobro do peso.

COP Aiuká SP tem hóspede especial

Um albatroz-de-nariz-amarelo (Thalassarche chlororhynchos) está em reabilitação no Centro Operacional Aiuká SP (COP Aiuká SP). A ave chegou com condições clínicas estáveis, mas os exames iniciais indicaram uma leve anemia, da qual já se recuperou.

O albatroz também passou por exames radiológicos, realizados pelo médico veterinário André Leite, especialista em radiologia de animais selvagens. A equipe da Aiuká queria excluir a possibilidade da ocorrência de quaisquer problemas respiratórios. Os resultados do raio X e dos exames de sangue revelaram que o albatroz apresenta boas condições clínicas. Em breve, deverá ser liberado para voltar ao ambiente natural.
O albatroz-de-nariz-amarelo é uma ave oceânica e nidifica em ilhas distantes. Assim como outras espécies de albatrozes, passa praticamente a vida toda nos mares e só ocasionalmente se aproxima da costa. O indivíduo em reabilitação no COP Aiuká SP é juvenil e pesa quase dois quilos.

DSC_8451

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Aiuká e IO Júnior promovem curso

13/07/2017

Entre os dias 3 e 9 deste mês, a Aiuká e a IO Júnior Consultoria e Educação Ambiental realizaram o curso “Planejamento, resgate e reabilitação de fauna oleada”, na Universidade de São Paulo e no COP Aiuká SP. Dividido em módulos teórico e prático, o curso recebeu interessados no tema, entre eles estudantes de Biologia, Oceanografia e Medicina Veterinária. As aulas foram ministradas pelos médicos veterinários Valeria Ruoppolo, Paulo Valobra e Jéssica Ribeiro e a parte prática foi conduzida pela bióloga Carolina Galvão e por Débora Santos, todos da Aiuká.

A IO Júnior é uma associação sem fins lucrativos, gerida por alunos do curso de bacharelado em Oceanografia do Instituto Oceanográfico da USP.

Aula prática no COP Aiuká SP
Aulas práticas no COP Aiuká SP

????????????????????????????????????

DSC_7613_menor

Atobá é operado para reparar asa esquerda

Um atobá (Sula leucogaster), ave característica dos mares brasileiros, está em reabilitação no Centro Operacional Aiuká (COP Aiuká SP) depois de ter passado por cirurgia para reparar uma fratura da asa esquerda. Ele foi operado pelo médico veterinário André Grespan, da clínica WildVet, e recebeu um fixador externo para manter posição correta do osso até sua reparação. O fixador foi retirado depois de 30 dias e, agora, o atobá continua em tratamento, que inclui a fisioterapia como um dos cuidados.

A ave chegou à Aiuká antes da cirurgia e foi levado pelo Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal de Praia Grande. Ele foi encontrado na praia Guilhermina e, além de estar com a asa machucada, também estava debilitado e com ectoparasitas (piolhos).

Site_menor

Atobá ainda com o fixador, em reabilitação