Participação em evento do Dia da Árvore

dia_da_arvoreNo dia 19 de setembro, a Aiuká esteve presente no evento realizado pela Prefeitura Municipal de Praia Grande em comemoração ao Dia da Árvore, quando também ocorreu a entrega de prêmios da 19. Essa iniciativa foi realizada pela Secretaria de Educação nas 77 escolas do município com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar para a importância da conservação do meio ambiente. Murilo Pratezi representou a Aiuká e conversou com os participantes sobre as atividades da organização, entre outras informações.

Paciente: o veado-catingueiro

veado-catingueiro
O veado-catingueiro (Mazama gouazoubira) foi levado ao COP SP pela Polícia Militar Ambiental do Guarujá, que foi acionada para resgatá-lo em uma casa situada na Vila Zilda. Tratava-se de uma fêmea subadulta, com escoriações na cabeça, na barriga e no dorso. Além disso, estava molhada e com a temperatura baixa. No COP, recebeu os cuidados necessários e, depois de seca, ficou em um dos recintos. Ficou dois dias em observação e, antes de ser solta, foi microchipada.

Renovação de parceria com a Prefeitura de Praia Grande

renocacao_prefeitura_pgA Aiuká e a Prefeitura de Praia Grande renovaram o termo de cooperação por mais dois anos. O principal objetivo é a reunião de esforços das duas entidades para a consolidação dos procedimentos e práticas para aperfeiçoamento das formas de manejo de animais da fauna silvestre.  Entre as ações previstas, estão a promoção de encontros para apresentar informações sobre o manejo de animais da fauna silvestre, por parte da Prefeitura, e a oferta de vagas em treinamentos e capacitações para membros dos Grupamentos Ambientais e Costeiro da Guarda Civil Municipal.

Simulado GOWRS

gowrs
Valeria Ruoppolo participou da segunda reunião presencial do Projeto Global Oiled Wildlife Response System (GOWRS),  realizada em Cuxhaven, cidade portuária na Baixa Saxônia, no norte da Alemanha. O encontro ocorreu no Maritime Safety and Security Centre (MSSC) e a organização anfitriã foi a PRO Bird. Além das discussões ordinárias, também foi realizado um simulado com autoridades alemãs.

Emergências da Transpetro e da Refinaria Abreu de Lima

Instalação_da_EmergênciaSetembro começou com Rodolfo Silva, José Carlos Neto e Carolina Galvão atendendo a emergência “Vazamento de Óleo Recuperado”, da Refinaria Abreu e Lima. O acionamento ocorreu no final de agosto e a resposta prosseguiu até o dia 6 deste mês, com os três à frente da gestão da emergência. Já as duas últimas semanas de setembro tiveram os dias ocupados com a resposta à emergência da Transpetro. O furto no oleoduto Osduc resultou em vazamento de petróleo, com impactos à fauna local, e as equipes dos COPs SP e RJ foram mobilizadas. O furto ocorreu próximo à BR 101, em área rural de Rio das Ostras.

Soltura de uma tartaruga-verde na Laje de Santos

Tartaruga-verde
No dia 24 de agosto uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) voltou ao mar! A Polícia Militar Ambiental do Guarujá fez o resgate do animal em um dos canais de Santos e o encaminhou para o COP Aiuká SP, em Praia Grande. A equipe técnica da Aiuká acompanhou sua evolução, que após ganho de peso e estabilização de parâmetros clínicos foi anilhado por nossos parceiros do
Instituto Biopesca. A soltura ocorreu no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (PEMLS), também em parceria com a Polícia Militar e com a anuência da gestão do PEMLS.

 

Responsabilidade socioambiental

Em agosto, ocorreram três solturas e duas transferências para criadouro. Uma das três liberações foi de uma tartaruga-verde, reabilitada pelo COP SP; já as outras duas, de um atobá-pardo (Sula leucogaster) e de um bacurau-tesoura (Hydropsalis torquata), ocorreram depois dos animais receberem cuidados no COP RJ. Dois pombos domésticos (Columba livia) foram resgatados em unidades marítimas por intermédio de acionamentos do PMAVE e transferidos para criadouro membro da Associação União Columbófila de Campos dos Goytacazes – RJ.

Paciente do mês

Foto Divulgação / Aiuká

O atobá-marrom foi levado ao COP RJ em função de um acionamento PMAVE ao ser encontrado em unidade marítima. Estava ativo e alerta, embora apresentasse temperatura baixa, entre outras condições clínicas negativas.  “Foi realizado raio x por suspeita de afecção respiratória e/ou corpo estranho no trato gastrointestinal, porém o exame não constatou nenhuma alteração”, conta Maria Clara Sanseverino. O tratamento foi baseado no controle e prevenção de infecção respiratória, hidratação e suporte vitamínico. A ave permaneceu em reabilitação por 15 dias, período em que se recuperou e foi anilhada. A liberação ocorreu na manhã do dia 2.

Treinamento na Petrobras

Foto: Divulgação / Aiuká
Foto: Divulgação / Aiuká

Carolina Galvão e José Carlos Neto estiveram na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, para ministrar o “Treinamento de procedimentos para atendimento à fauna impactada por vazamentos de petróleo, seus derivados e outros produtos químicos”.  O treinamento foi realizado entre os dias 27 e 29 de agosto, dividido em partes teórica e prática.  Entre os tópicos abordados, estiveram as respostas a emergência com atuação da Aiuká e técnicas de captura e de manejo.