No comments

Bobo-escuro é solto depois de 40 dias de reabilitação

Depois de chegar desidratado e hipotérmico, um bobo-escuro (Puffinus griseus) foi liberado após 40 dias de reabilitação. A soltura ocorreu na Praia de Itaparica, em Vila Velha (ES), em 14 de dezembro de 2016. A ave recebeu cuidados veterinários no Centro de Tratamento Intensivo do IPRAM, espaço mantido em parceria com o Governo do Estado do Espírito Santo. O tratamento incluiu aquecimento intensivo, hidratação e alimentação e, depois de vários dias, acesso à água salgada e incidência solar em recinto externo.

O bobo-escuro recebeu anilha do CEMAVE/ICMBio com número individual, que permite a recuperação das informações em caso de reavistagem ou recaptura.

Confira aqui o vídeo de soltura, produzido pelo Ipram.

No comments

Carcará é pauta do programa Domingo Espetacular

O carcará juvenil em reabilitação na Aiuká foi tema de reportagem do Domingo Espetacular, veiculado pela Rede Record no dia 8 de janeiro de 2017. A ave passou por cirurgia de implante de penas com o médico veterinário Andre Grespan, parceiro da organização. Fábio Marques, inspetor do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Praia Grande, juntamente com sua equipe, também participam da reportagem, já que foram eles que resgataram o carcará.

A ave recebeu as penas de um outro carcará, que também esteve em reabilitação no COP Aiuká SP e veio a óbito em função de projéteis – conhecidos popularmente por chumbinhos – alojados em seu corpo.

Confira a reportagem aqui.

DSCN1233_Site Falcoaria

Carcará doador de penas                         A ave em treinamento  antes da cirurgia

No comments

Guará-vermelho ganha recinto especial no COP Aiuká SP

 

Um guará-vermelho (Eudocimus ruber) que estava em reabilitação no Centro Operacional Aiuká SP foi solto em 22 de novembro de 2016 em Praia Grande. A ave foi encaminhada pelo Grupamento Ambiental da Guarda Civil Praia Grande, entidade parceira da Aiuká, depois de ter sido encontrada no Balneário Esmeralda, também em Praia Grande. Após receber os primeiros cuidados, o guará foi acomodado em um recinto preparado especialmente para ele, com galhos, tapete de grama e um tanque com água e com vegetação aquática. Depois de quase dez dias em reabilitação, a ave foi liberada completamente recuperada.

No comments

Novas instalações no Rio de Janeiro

2016_rj

A Aiuká está implantando um novo Centro Operacional no estado do Rio de Janeiro, na Boca da Barra – Rio das Ostras. As novas instalações estão a 100 metros de distância da praia e ocupam uma área construída de 876m², distribuídas em salas para equipe técnica e diretoria, ambulatório, internação e oito recintos com solário. A área externa ainda conta com uma piscina de 10 mil litros. A nova base atenderá a expansão das atividades da empresa no Rio de Janeiro.

Em seu conjunto, a nova base apresenta infraestrutura apropriada à realização do processo de recebimento, manejo e reabilitação de fauna marinha oleada ou não.


O evento de inauguração teve a presença de parceiros e clientes do Rio de Janeiro e de São Paulo e foi marcado pelas homenagens ao Dr. Marcelo Alcindo de Barros Vaz Guimarães (in memoriam), Sra. Barbara Callahan e Sr. Curtiss J. Clumpner, profissionais dedicados à conservação da fauna selvagem. Os diretores da Aiuká – Claudia Nascimento, Rodolfo Silva e Valeria Ruoppolo – também deram seus depoimentos, bem como o Dr. Jeferson Pires, médico veterinário, biólogo, fundador e responsável pelo Centro Reabilitação de Animais Silvestres da Universidade Estácio de Sá (CRAS), instituição parceira da Aiuká.

6_menor7

Rodolfo Silva                                        Claudia Nascimento

52e416b9c-b522-4439-8840-e383aef5f746

Valeria Ruoppolo                Equipe reunida