Aiuká participa de mais um evento on-line

Dezembro registrou mais uma participação da Aiuká em evento on-line, o “5º Encuentro de Centros de Rescate de Fauna Silvestre”, quando a organização teve mais uma oportunidade de compartilhar suas experiências na gestão de emergência envolvendo o resgate e reabilitação de animais. A diretora da Aiuká, a médica veterinária Valeria Ruoppolo, apresentou os temas “Trabalho em redes” e “Triagem de animais no ingresso ao centro de reabilitação”. O evento foi promovido pela Polícia Ambiental do Governo de Córdoba, em conjunto com o EcoParque da Cidade de Buenos Aires e a Fundación Teimakèn.

Resposta à emergência em tempos de covid-19

Em 10 de novembro, a Aiuká participou de mais um evento do Global Oiled Wildlife Response System (GOWRS), sistema formado por um seleto grupo de entidades internacionais especializadas em emergências com fauna oleada e do qual a organização é a única representante latino-americana. Desta vez, foi realizado um exercício com as outras dez participantes do GOWRS em conjunto com a equipe da Oil Spill Response Ltd. (OSRL), a fim de simular uma resposta de emergência durante uma pandemia, cenário que reproduziu o atual momento mundial.

O principal objetivo consistiu em avaliar os principais desafios de gestão, logística e bem-estar físico e mental dos profissionais participantes da operação. Por exemplo, foram analisadas as necessidades específicas de equipamentos de proteção individual (EPIs) e de que forma a reposição desses recursos ocorreria em um país carente desses tipos de materiais. Além disso, a restrição de deslocamento entre os países e a obrigatoriedade da quarentena também foram considerados, entre outros aspectos. Os integrantes foram separados em três grupos a fim de buscar soluções para a viabilização da resposta e concluíram que seria possível efetuá-la mesmo diante da sua complexidade.

Esse simulado dá continuidade aos exercícios da indústria petrolífera com participação frequente da Aiuká. Só em outubro, por exemplo, foram realizados outros sete simulados por clientes da organização.

GOWRS tem segunda reunião do ano

Reunião do GOWRS em fevereiro, antes da pandemia

A segunda reunião ordinária do Global Oiled Wildlife Response System (GOWRS) deste ano ocorreu de forma on-line com a presença de especialistas do mundo inteiro, entre eles a médica veterinária Valeria Ruoppolo, diretora de Projetos da Aiuká e vice-chair da rede. O encontro virtual foi a solução encontrada diante da pandemia da covid-19 e, durante sua realização, foi anunciado o novo chair do GOWRS, Stephen van der Spuy, chief executive officer da SANCCOB, instituição especializada no resgate de fauna oleada sediada na África do Sul.

O GOWRS é formado por uma rede de organizações internacionais, apoiada pela indústria de petróleo no desenvolvimento de um sistema de preparação para melhorar a resposta à fauna oleada em todo o mundo, principalmente naqueles países que não possuem estrutura organizada para as emergências com fauna oleada. A Aiuká é a única organização sul-americana que participa do grupo. Anualmente, são realizadas duas reuniões para os encaminhamentos necessários ao trabalho do grupo e a primeira deste ano foi realizada presencialmente na Inglaterra, em fevereiro (foto), antes do estabelecimento da pandemia.

Atividades essenciais durante a pandemia

A Aiuká prossegue com seus serviços e atividades durante a pandemia da covid-19, declarada pela Organização Mundial da Saúde em março deste ano. O trabalho da Aiuká se enquadra como essencial porque ela realiza a prontidão para emergências ambientais e a prontidão e o atendimento de fauna. Essas atividades são destinadas ao resgate e reabilitação de espécies animais encontradas com ou sem vida em unidades marítimas da área petrolífera ou em unidades de terminais de gás (UTGCs). Além disso, a Aiuká também presta atendimento veterinário a animais encaminhados por entidades da área ambiental para reabilitação, serviço que integra suas ações de responsabilidade socioambiental.

Reunião do GOWRS

gowrs
Valeria Ruoppolo esteve na Inglaterra para participar da primeira reunião deste ano do Global Oiled Wildlife Response System (GOWRS). O primeiro encontro ocorreu na sede da OSRL, em Southhampton, e foi dividido entre discussões, apresentações e a realização de um exercício simulado com equipamentos da OSRL que estão estocados na base para uso da indústria petroleira.

Já o segundo encontro foi promovido na sede da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA), em Hastings, onde o grupo de trabalho do GOWRS se reuniu para dar continuidade à tarefa de avançar com o formato de serviço (e não mais de sistema) da resposta global a emergências.

Aiuká presente em Congresso para discutir conservação da toninha

Foto: Divulgação / Aiuká
Foto: Divulgação / Aiuká

Valeria Ruoppolo ministrou palestra no “Workshop Franciscana 2019”, realizado entre os dias 4 e 6 de novembro em San Clemente Del Tuyú, na Argentina. O evento, promovido pela Fundacion Mundo Marino e coordenado pela Yaqu Pacha, teve participação de especialistas da Argentina, Brasil, Uruguai, França, Holanda, México, Alemanha e Estados Unidos, representando cerca de 30 entidades.
O objetivo do encontro foi revisar dados populacionais da toninha (Pontoporia blainvillei), definir informações prioritárias que ainda não são conhecidas, analisar ameaças comuns à espécie em diferentes áreas do mundo e intercambiar conhecimentos médicos veterinários a respeito da reabilitação desses animais. A maior preocupação dos especialistas se concentra nas projeções de sustentabilidade da espécie. Entre Brasil, Argentina e Uruguai, calcula-se que morram cerca de três mil toninhas por ano, quantidade que alerta para a possibilidade de extinção desse golfinho nas próximas três décadas.

Simulado GOWRS

gowrs
Valeria Ruoppolo participou da segunda reunião presencial do Projeto Global Oiled Wildlife Response System (GOWRS),  realizada em Cuxhaven, cidade portuária na Baixa Saxônia, no norte da Alemanha. O encontro ocorreu no Maritime Safety and Security Centre (MSSC) e a organização anfitriã foi a PRO Bird. Além das discussões ordinárias, também foi realizado um simulado com autoridades alemãs.